Guia da temporada LXIV do Bolsín Taurino Mirobrigense

Guia da temporada LXIV do Bolsín Taurino Mirobrigense
Guia da temporada LXIV do Bolsín Taurino Mirobrigense

Isto existiu na Casa Municipal de cultura guia do período LXIV do Bullring Bolsín Mirobrigense. José Ramón Cid Cebrián introduziu aqueles presentes com o início dos Cânticos “Ya estamos todos aqui”…”, para introduzir a proximidade do evento de San Sebastián, o touro de San Sebastián, e a temporada LXIV, que são anos, bem como o Bolsín vem se ajustando às modificações.

O saco dos começos que ajudaram os maletillas já não existe. El Bolsín tem uma característica que vem se acumulando nestes 64 anos com propósitos que foram realmente adaptados aos momentos, como trazer além dos bulls outras ocasiões sociais e também esta terceira publicação, terceira edição, corrobora isso.

Reserva com 3 componentes: programa do período, programa da última temporada, bem como fundo do Bolsín. 60 páginas web com capa do artista Maite Rodríguez, de San Pedro de Rozados, identificado no exterior, com prêmios nos Estados Unidos e na Áustria. Pintura de capa com cenas do Circo de Ciudad Rodrigo, com o campeão do Bolsín passado, luzes vestidas, bem como a Câmara Municipal nos bastidores. É uma pintura impressionista metafórica. O livro inclui o cartão telefônico número (para gerenciar a capacidade), com os bois do último do Bolsín, que os participantes podem votar. Antonio Risueño explicou o livro. Ele reconhece que foi um sucesso abrir ao público a possibilidade de votar na final, uma chance para sua lealdade.

O livro é baseado no presente e na história, em dois segredos: o passado de 2019, bem como no fundo remoto com obituários e memórias

Tem três discussões: o patriarca Miguel Cid Cebrián, o presidente Andrés Sevillano Castaño-Sito-e o chefe de Estado dos criadores de gado Manuel Delgado Sánchez-Arjona. La LXIII temporada, a cargo de José Ramón Cid Cebrián. Gala musical de touradas de 2019, de Ángel Agudo. O Plaza Mayor, uma praça de touradas, de Miguel Cid Cebrián. Obituário de Luis Sánchez Ortiz de Urbina, de Paco Cañamero.

Uma escrita singular de Saturnino Rodríguez Miguel. Anúncio do saco de touradas de 2019. Estrutura de Touros de combate, por Beatriz Montejo Maíllo. IV recompensa do Bolsín, por Antonio Risueño Pérez. Semblanza de Simón Casas, pr Miguel Cid. Lista de verificação de consoantes assinada no Bolsín 2020.

A procurar o horário. Programação de Tarefas culturais. Bois e gado na competição final. Na verdade, foi o conselheiro e chefe de estado da Comissão de touradas, Ramón Sastre, que mostrou sua ajuda para o Bolsín, como defensores da tourada, além de dizer obrigado a que o Bolsín gropes fora considerando que, fazendo isso, leva o nome de Ciudad Rodrigo para várias outras áreas. Da mesma forma, por serem defensores de tradições que se adaptam às mudanças com a gala social, bem como o livro. O evento foi nas proximidades do prefeito de Ciudad Rodrigo, Marcos Iglesias Caridad, destacando os 64 anos de vida Criando eventos, não apenas touradas, embora cultural.

El Bolsín é enriquecido com esta filosofia, o evento de touradas, enraizado, desejando trazer novos mercados alvo, o evento o mesmo nível de excelência. O Bolsín tem importância em Ciudad Rodrigo e no estilo do pôster matadores deste ano. Ele se refere a alimentos de criadores de gado e a razão do cartaz que há este ano, recordando Iglesias Caridade que Sastre tinha em mente as discussões el Bolsín como uma recomendação, porque muitos matadores permaneceu em el Bolsín, que nostálgico parte ajudou a fazer o cartaz. Ele elogia o guia e também a capa, que revela o touro, o toureiro e também o patrimônio, um evento típico que nos identifica. O Bolsín é uma parte importante do pré-carnavao. O circo é uma celebração, mas é também uma sociedade, lembrando que o Bolsín é o Decano dos boletins da Espanha.

Pregón Prefeito, tendo em mente o início, Ciudad Rodrigo, bem como o valor no mundo do touro

Do Santuário de Ciudad Rodrigo, com a Metropolitana a Banda de Música, de março, o prefeito Marcos Iglesias da Caridade ido junto com pelo pregoeiro Victorino Martín García, da mesma forma que o chefe de estado de Castilla y León, Alfonso Fernández Mañueco, e o pregador da Cultura, Javier Ortega Álvarez, territorial delegado em Salamanca, Eloy Dias, o chefe de estado da Diputación de Salamanca, camino del Ayuntamiento. Há muitas pessoas a passear para ver a procissão, tanto na rua como perto da Câmara Municipal.

Durante a excursão, o sacerdote fez algumas declarações sobre a possível declaração de Interesse Cultural Intangível-BICi-é receptivo à declaração. A Direcção-Geral do património está actualmente a trabalhar com o pedido para a sua declaração viável, bem como os critérios técnicos correspondentes serão certamente seguidos. Na Câmara Municipal, o presidente da Câmara deu as boas-vindas a todas as autoridades, bem como ao chorão. Victorino aborda os existentes, reconhece que Ciudad Rodrigo lhe dá eminência, bem como em Ciudad Rodrigo ambos os componentes do globo de touradas são fornecidos, o touro popular e também o touro da Praça, representa a conservação e proteção das tradições.

Depois deu entrada no livro de honra da Câmara. Procedimento e distinções para colocar o crier e também o chefe de Estado de Castela e Leão. Em seguida, eles foram para a galeria para lidar com algumas palavras, o pregoncillo, para as pessoas reunidas na Bullring. Assim que o evento formal termina, eles vão, precedidos pela banda Songs, para o novo cinema, que é melhorado para a ocasião. Paola Martín Muñoz, representante, tem, na verdade, foi o apresentador da lei, que tem realmente sido ido para o subdelegate do Governo em Salamanca, Encarnación Pérez, senadores, deputados, nos Tribunais, advogados nas Cortes de Castilla y León, territorial delegado em Salamanca, provincial deputados.

Touradas e corrida

Touradas e corrida

O costume das touradas é tão antigo quanto a própria humanidade (Creta, Índia … a corrida contemporânea, no entanto, teve origem inegavelmente na Espanha e Andaluzia, na cidade de rondat, na moderna tourada normal, ou corridé de Toros, normalmente elimina 3 Matadores seis touros. Cada toreador elimina dois. Os touros, de acordo com a lei, têm de ter 4 a 5 anos de idade, não têm quaisquer falhas no corpo, bem como ser armados com excelentes chifres com ponteiros afiados. Antes do jogo, eles são vistos pelo veterinário da cidade. Referência: homens cuja tarefa é eliminar touros são chamados matadores. Qual dos 6 touros a eliminar é estabelecido pelo lote. Cada toreador, ou assassino, tem uma comitiva chamada Cuadrilla, que contém cinco a seis homens que são pagos pelo matador, bem como que trabalham de acordo com suas ordens. Três deles estão a cavalo, e também a ajudar o toureiro com Impermeáveis, apunhalam o touro ao seu comando com paus de madeira de noventa centímetros com espinhos de Arpão, os chamados banderillas.

Touradas e corrida

E chamam-se peones ou banderilleros. Os outros dois que aparecem na arena a cavalo são chamados de picadores. Toreador, não é utilizado na Espanha (é um nome desactualizado para os participantes da nobreza, que em tempos em que não havia touradas especializadas, matou touros, bem como equinos do esporte. Qualquer um que elimine touros por dinheiro, seja como Toureiro, banderillero ou pikador, é chamado de Torero. Um indivíduo que os mata a partir de um corcel com uma lança, bem como faz uso de cavalos pedigreados qualificados é chamado de “rejoneador” ou “Caballero en Plaza”. Touradas são corridas de touros em espanhol para corrida de Toros, ou corrida de Touros. O campo chama-se Plaza De Toros. A luta com cada touro tem três atos, que na Espanha é chamado de los três tercios de la Lidia, ou três terços da luta.

Primeiro acto, o segundo acto vem de banderillas

O touro que ataca os picadores é a suerte de Varas ou o teste da lança. O primeiro ato da tourada consiste nas atividades dos picadores no campo e na obra dos Matadores, cuja tarefa é proteger os picadores com Impermeáveis tão rapidamente quanto os picadores caem do cavalo. Quando o chefe de Estado corriga assinala a conclusão deste ato e a voz de polnica é ouvida, os picadores deixam o setor e começa o segundo ato. O ato inicial é o ato de capas, lanças e equinos. Neste ato, o touro tem a melhor possibilidade de confirmar sua destemor ou covardia. Estes são pares de paus de setenta centímetros de comprimento, tendo em uma extremidade uma ponta de aço em forma de Arpão afiada de quatro centímetros. Estes devem ser inseridos, 2 de cada vez, na protuberância muscular em cima do pescoço do touro. O seu trabalho é terminar o que os picadores começaram, ou seja, diminuir o touro e obrigá-lo também a diminuir a cabeça para que não ataque tão dramaticamente, mas lip e também apontar mais com confiança para o seu alvo.

Primeiro acto, o segundo acto vem de banderillas

Normalmente são colocados 4 conjuntos de banderillas. Na ocasião em que são esfaqueados por banderilleros ou peones, o importante é esfaqueá-los tão rapidamente quanto possível, bem como na área ideal. No caso do próprio matador os injeta, ele pode gerenciar os preparativos, que geralmente ocorrem para o aprimoramento das músicas. É a parte mais pitoresca da corriga,que a maioria dos clientes que estão prontos a primeira vez como o mais. A tarefa dos banderilleros não é apenas obrigar o Touro A cansar a massa muscular do pescoço ao tentar levá-los ao chifre e não carregar sua cabeça tão alto, mas ao mesmo tempo para apunhalar os banderillas ao lado que tende a pegar o chifre. Esta coisa dos banderillas não demora mais do que cinco minutos. Se ele é muito mais, ele joga o touro para fora de equilíbrio, e, posteriormente, a luta não tem o ritmo correto, e também se é um touro furtivo e perigosa, depois que ele tiver excedido a oportunidade de ver e também de assalto os Toureiros, que não estão armados com qualquer recurso, e, em seguida, quando o último ato o matador possui uma espada e um mullet, o touro tende a olhar para um macho atrás do tecido danificado com o homem, como os Espanhóis dizem.

Assim que três ou quatro pares de banderillas são colocados, o presidente dá a ordem para iniciar o próximo acto

Veredicto 3. o acto é a morte. Primeiro vêm os Brindis, ou homenagem ao Presidente, e também a dedicação, ou devoção à fatalidade do touro, quer ao chefe de estado ou a alguns outros indivíduos, aderidos pelo trabalho muleta. Muleta é uma peça de xerez vermelho, curted em um bastão, que tem um ponto afiado em uma extremidade, bem como um punho em vários outros. O ponto olha através do tecido, que vai ao contrário fim para o cuidado de e também é afixado com um parafuso da asa, para se certificar de que combina em dobras ao longo de todo o comprimento do Pólo.

Assim que três ou quatro pares de banderillas são colocados, o presidente dá a ordem para iniciar o próximo acto

Muleta permanece na tradução literal do cetro, no entanto, no corrida sugere um pólo com um Sherer vermelho, com a assistência de que o matador precisa para gerir o touro, bem como prepará-lo para o abate. Com a muleta, ele segura em sua mão esquerda, ele, finalmente, requer o touro para reduzir a sua cabeça, assim como deixá-lo reduzido para garantir que ele pode eliminá-lo com uma espada, que ele golpeia profundamente entre suas omoplatas.

Touradas em Espanha. Vestuário e ferramentas Toureiro

Touradas em Espanha. Vestuário e ferramentas Toureiro

As vistas de Espanha sempre atraíram multidões de visitantes. As pessoas vêm aqui para se familiarizar com os ricos costumes culturais do país, admirar as obras-primas do design medieval e apenas relaxar em belas áreas de tirar o fôlego com um ambiente fantástico. Entre os convidados há muitas pessoas que gostam de ver lutas de touradas. A tourada é a personificação do espírito nacional espanhol. A palavra corrida indica correr (do verbo koro). Este verbo tem vários outros significados, por exemplo, koro una suerte-significa “sustentar algum tipo de destino”. Como resultado, o significado da palavra” corrida de Toros” se converte aproximadamente como “touros correndo”. Os próprios espanhóis chamam touradas, isto é, touros, na vida diária.

Touradas em Espanha. Vestuário e ferramentas Toureiro

De acordo com sua eficiência espetacular, é dividida em uma medida (para viajantes) e também batalhas reais em touradas. Cenas de lutas de férias ocorrem ao longo da costa da Espanha. Tais touradas são tipicamente realizadas por toureiros obscuros, quando eles competem com touros jovens, bem como às vezes, apesar de ter aqueles que têm chifres para a segurança humana e, portanto, a batalha é menos intrigante para amadores. Touradas em Madrid, Rondo, Córdoba e também Sevilha atraem seguidores de lutas “reais” para a arena. A despesa de tais shows varia de acordo com a relevância das ocasiões: um bilhete pode lhe custar 5 ou 250 euros. Igualmente crucial é o local onde o touro luta. A taxa de bilhete na cor da plataforma certamente irá ajustar você para trás duas vezes mais longo do que no lado ensolarado.

Historia

Embora a tourada seja uma visão popular da Espanha, nasce uma origem que remonta aos costumes de indivíduos da Grécia antiga. O touro sempre foi para os gregos um símbolo de força, bem como de poder. Alguns povos veneraram – no como um animal sagrado, venerando sua raiva, outros o combateram em jogos de rotina para ganhar o direito de ser chamado de o mais duro. A primeira aparição de touradas modernas em 18. é associado com o nome do ex-Toureiro Francisco Romero, fabuloso na Espanha, que lutou com um touro enquanto ele estava no planeta. Anteriormente, apenas agentes do mais alto curso em face de cavaleiros e também Caballeros, Cavalgando equinos, mereciam lutar com animais furiosos.

Historia

Lutas muito rápidas (touradas) ganharam apelo na Espanha, acabaram sendo um design das características sociais de seus ocupantes. Vinte e poucos anos. a” era de ouro “começa: vai para este tempo em torno de que os melhores concorrentes vêm, como Juan Belmonte (um indivíduo em touradas, que se tornou seu” papa”, que apresentou funções em seu projeto), Jose Gomez e Rafael Gonzalez. No final do século passado, uma moção de demonstração começa contra a realização de touradas. E também atualmente em Espanha, defensores de animais de estimação, ambientalistas, estão chamando contra ele e também pedindo que este velho costume seja abandonado.

Traje, bem como ferramenta do guerreiro

Ao longo da luta com os bulls, os espectadores da fase começam a ver os números atraídos antes de seus olhos: eles vêem um avião amarelo limitado de areia, a colocação horizontal do ataque furioso touro, um homem em uma posição vertical, congelado na expectativa do ataque do animal de estimação. Desde então, a assunção da batalha com os touros começa a ser melhorada com vários tons. “Techies”, talvez, seguem esta geometria e também imaginam usando linhas geométricas, não com um lápis de cor única, mas com fantasias deslumbrantes multi-coloridas de Touros. Os “sonhadores de dia” têm uma organização completamente diferente na cabeça. Matador em sapatos de salto baixo e também collants cor-de-rosa usados em aulas coreográficas, usava uma mala limitada, parece uma mulher numa luta de soalho. No entanto, os “bebês” crescem através do campo, por isso é a “batalha dos sexos” que é pensado sobre uma das indicações da vida adulta e também o maior problema. Durante esse tempo, o touro representou um conceito viril, uma espécie de “viril”: entusiástico, sólido e forte, que por quatro anos de sua vontade, bem como liberdade obtida acostumada à realidade de que sua necessidade seria atendida instantaneamente. A aparência diante dele de uma criatura fraca efeminada tentando provocar, “vento”, faz com que ele se transfira tão positivamente quanto a “criatura fraca”.

Traje, bem como ferramenta do guerreiro

Afinal, muitas senhoras agem dessa maneira: com sua mente, intuição e impulso, domam a força bruta dos homens para alcançar o que desejam, para que o representante da metade sólida não tenha tempo para determinar o que aconteceu. Fato Torero e também componentes do escudo. O que são estes guerreiros resistentes? Traje de luces é um vestuário oficial Toreador, que na verdade indica “traje de luzes”, é um vestido para os pés de Toreros. Até aos 18 anos. no início do século XIX, estas roupas eram feitas de camurça natural, mas depois disso mudaram para Seda, começou a coser Fatos de seda com acessórios de ouro e prata, bem como lantejoulas. Instalador. O traje Torero inclui um toucado, um dos aspectos de vestuário que realmente foi mais mudado. Até 19. durante séculos, puseram um chapéu, mas substituíram-no pelo chapéu que usam agora. É feito de boucle, cordel de veludo, extremamente comparável ao cabelo real. Chaquetilla. Outra roupa é um casaco breve que chega ao centro, que é uma obra de arte genuína, decorada com borlas de Prata e também Ouro. Acessórios similares adicionalmente pendurados nos ombros da partida. A jaqueta é dura com as axilas abertas para garantir a atividade totalmente livre do concorrente. As calças de Taleguilla Torero atingem o joelho, muito apertadas. Apoiado por ligas, que são tomadas cuidado perto do fundo com musgo. A decoração das calças é de ponta.

O Bullring Bolsín Mirobrigense revela o cronograma de gropes de 2021

O Bullring Bolsín Mirobrigense revela o cronograma de gropes de 2021

El Bolsín Taurino Mirobrigense anuncia o calendário de tientas 2020 da temporada LXV: sábado, 16 de Janeiro: vacas da sepultura de Murteira, na finca La Galiana. Mourão (Portugal). Domingo 17 de Janeiro: vacas de Juan Pedro Domecq, na finca “Lo Álvaro” Castillo de las Guardas (Sevilha). Sábado, 23 de Janeiro: vacas de Luis Ortiz de Urbina, no Rancho “El Sierro”. Martin de Yeltes (Salamanca). Sunday 24 January: Cows of Antonio Palla, in the ranch “Moscosa”.

O Bullring Bolsín Mirobrigense revela o cronograma de gropes de 2021

Ledesma (Salamanca). Sábado, 30 de janeiro: Vacas de Agusti ¡ inez, na praça de tientas do Resort Conde Rodrigo II. Domingo, dia 31 de janeiro: Vacas de Sanchez Herrero, na praça de tientas do Hotel Conde Rodrigo II. Sábado, 6 de fevereiro: Vacas de Ramón Rodríguez, do Espioja, na praça de tientas do Hotel Conde Rodrigo II. Domingo, 7 de fevereiro: Grand último com erales: Barcial, Espioja, Jesús Ramos, Sanchez Herrero e Valrubio, na praça de tientas do Resort Conde Rodrigo II.

A duração da inscrição está aberta a partir de 1 de dezembro

O mirobrigense touradas saco de educa a todos os interessados, bem como o público em geral, que no dia a dia, entre dezembro de 2020, o prazo para o registro de todos os candidatos é aberto para intervir no 65 ediccion do mirobrigense touradas saco de 2021, o que vai acontecer nos meses de janeiro, bem como fevereiro de 2021. Este mandato terminará certamente com o fim do número de 50 candidatos. Obviamente, a celebração desta versão do bolsín está sujeita ao avanço da pandemia e ao cumprimento de todas e cada uma das diretrizes de saúde e também de ordem pública que são decididas pelos governos nacionais e independentes, bem como pelas autoridades da vizinhança. Se fosse por último o possível para manter esta versão do bolsín, seria executado com sujeição, submissão bem como o respeito pelas regras dominando durante esse tempo, a fim de respeitar e assegurar o bem-estar e a saúde de todas as pessoas envolvidas, como indivíduos, organizadores do público.

A duração da inscrição está aberta a partir de 1 de dezembro

Sentindo a circunstância para o espanhol de bem-estar do sistema e também o sentido de quantas pessoas sofreram e também estão suportando as consequências da pandemia, experientes da mesma forma extremamente diretamente por nossa instituição, com o caso de uma fatalidade de nossa pater d. Alredo ramajo, o propósito não é o de continuar com uma prática com 65 anos de idade, profundamente enraizados na cultura trimestre contém, e que os jovens aspirantes a não perder seus fãs e proporcionar a acessibilidade a uma profissão tão difícil e também exigente, como as touradas. Muito obrigado a todas as pessoas que nos sustentam, bem como nos encorajam no nosso trabalho e nos nossos sonhos ideais, para garantir que as circunstâncias difíceis que estamos a passar terminam e que nos podemos ver uns aos outros e também nos encontramos nos lugares onde normalmente o fazemos anualmente e desfrutar do nosso passatempo típico.

Raúl Galindo será certamente o Chorão do Bolsín Taurino Mirobrigense em 2022

A tourada Bolsín Mirobrigense já tem crier para 2022, será Raúl Galindo, autor e ex-Toureiro. Um homem com uma experiência de tourada que realmente moveu sua experiência do comportamento do touro, bem como o toureiro nesta arte para guiar. Miguel Cid Cebrián, Patriarca de Bolsín Taurino, educou realmente esta visita na discussão do Guia “histórias del Bolsín”, que hoje se encontra no Palácio de los Águila.

Esta é a primeira informação do próximo carnaval do Touro 2022, se realizado. Raúl Galindo nasceu em Madrid em 25 de outubro de 1964 e também estreou com picadores: em San Martín de la Vega em 2 de setembro de 1984. Escolha: em 2 de agosto de 1988 em Azpeitia com “Cancionero” de Concha y Sierra, padrinho Litri hijo e também testemunha Rafi Camino. Verificação: em 16 de abril de 1989 com “lontra” de Isaias e também Túlio Vázquez com Juan Carlos Vera e Morenito de Jaen, que também confirmou.

Ele é o garoto e também irmão de toureiros e também, simultaneamente, sua fase como um novillero com os estudos de pesquisa de Engenharia Técnica Industrial. Ele foi presidente da organização Tourefighters por vários períodos ao longo de sua carreira como Toureiro. Entre outros, ele assumiu os toureiros Sergio Aguilar, Arturo Macías, Leandro, Robleño, Perera ou El Fundi. Ele é o autor dos livros como’ o touro, em teoria. Avaliação de touradas essenciais ou “touradas de estimação”

Touradas em Espanha: tudo é um pouco diferente do que dizem!

Touradas em Espanha: tudo é um pouco diferente do que dizem!

Na Espanha, as touradas, ao lado do futebol, estão entre as atividades mais proeminentes. Os campos onde eles são mantidos não lamentam sobre a participação. Além dos residentes, eles são verificados por vários viajantes curiosos que têm a barriga para ver a luta implacável de um homem com um animal de estimação chateado. Sua tradição é antiga, as touradas de facto vêm do Ser Humano minoico em Creta (2700-1450 A. C.). Naquela época, no entanto, o objetivo não era ferir ou matar o touro, era o animal de culto deles. De acordo com os afrescos do Palácio imperial em Cnossos, os meninos realizaram uma rotina (potencialmente religiosa) de saltar sobre eles. Isso foi muito corajoso, assim como eles tiveram que ser incrivelmente ativos. Os romanos preferiam lutas combativas. O touro pode parecer desajeitado, mas pode criar uma velocidade adequada, e seus chifres são letais.

Touradas em Espanha: tudo é um pouco diferente do que dizem!

Depois que o esplendor de Creta caiu (uma das razões foi a erupção de um vulcão na ilha vizinha de Théra, que hoje é chamado Santorini), esta personalizada adicionalmente foi embora com ela. Foi restaurado, mas de uma forma totalmente diferente, pelos antigos romanos. Eles, como se entende, se divertiam em lutas de vida e morte de gladiadores, e também estavam entusiasmados com a visão do sangue. Aparentemente, o imperador Cláudio os revelou pela primeira vez aos espanhóis. Eles gostavam de sua natureza instável, bem como aprová-los instantaneamente para o seu próprio, particularmente a nobreza. Mais ninguém pode alimentar um animal de estimação só por Diversão. Mas os fósforos eram completamente diferentes. O homem sentou-se em um cavalo armado com uma lança, o que lhe proporcionou uma considerável prevalência e uma fuga rápida do assalto.

Porque é que a muleta é vermelha?

No século VI, A Igreja proibiu as batalhas de absolutamente todos os animais. Durante o Renascimento, inspirado pela velha sociedade, o tabu sobre touros foi quebrado pelo cardeal italiano (!) Cesare Borgia. Provavelmente desde que tinha sangue catalão nas veias. A seguir, o rei espanhol Alfonso VII. até o conhecido herói de El Cid. Corrida de Toros (ou tourada na tradução exata) foi inteiramente trazido de volta apenas em 1726 em Madrid. A versão popular reduziu o nome para apenas a primeira palavra, fazemos uso de uma variação limpa de korida. Seu apelo aumentou geralmente muito graças ao” Pai ” dos toureiros Francisco Romero (1700-1763).

Porque é que a muleta é vermelha?

Ele teve a coragem de confrontar o animal no chão apenas com uma espada chamada Espada de Matar Toros (ele gauged 88 cm, muito menos do que o típico) e também começou a utilizar a capa vermelha no Pólo (Mulet) para irritá-lo. Isto desencadeou o mito típico de que nos touros esta sombra desperta agressividade. No entanto, são daltónicos, sensíveis ao movimento! A razão era muito mais que o sangue se funde com o composto. Aqueles que “não precisam” não têm problemas. É fácil de reconhecer de longe, estimula a excitação, que é entendida pelos fabricantes de roupa interior sensual. O toureiro Juan Padilla acabou de utilizar deliberadamente uma muleta branca para verificar que isto é lixo.

As touradas também foram apreciadas pelo famoso escritor

Arenas abertas para touradas. No entanto, o proprietário nos permitiu entrar em um, então temos fotos dos bastidores, bem como o seu centro. Todas as grandes cidades As têm, eo único jet set tornou-se entretenimento doméstico em massa. A multidão admira principalmente os matadores, eles tentam o touro com uma muleta, bem como no final eles eliminam com uma espada. Os toureiros provocam-no anteriormente, um pouco ferindo-o com uma lança com uma bandeira, a chamada banderilla. Quando o touro desafia por muito pace, I followed the algum lugar obter and the posture to the público, balançando lenços brancos. Juan Belmonte (1892-1962), um menino doente, foi incapaz de também correr! No entanto, ele cuidou do muleta de modo exatamente que os chifres do touro semper falhou extremamente diretamente, levando assim o mercado alvo a uma ebulição. Seus defensores vieram a ser também o escritor popular Ernest Hemingway.

As touradas também foram apreciadas pelo famoso escritor

Ele declarou que era principalmente uma experiência estética, não apenas um jogo. Belmonte passou 109, que foi um longo documento invicto. Caso contrário, o corredor é introduzido por participantes profanos (paseíllo), a luta é separada em terços como no hóquei. Ele enfrenta um duelo final entre um touro e também um toreador, o mais corajoso curvando-se diante dele como um indicador de respeito antes de ele obliterado cheese. No entanto, os activistas dos direitos dos animais estão a tentar abolir o corredor. Na Catalunha, prosperaram em 2012, mas a proibição foi annada pelo Tribunal Constitucional no ano passado. Os seus proponentes salientam que os touros têm prazer em três a quatro anos de vida extravagante (ao contrário dos que vivem na agricultura) antes da morte (bastante rápido como num matadouro). Também a verdade de que a luta certamente irá aumentar seus graus de adrenalina para garantir que eles não percebem a dor de qualquer forma, apenas raiva. Têm por objectivo declarar a tourada como Património cultural …